Pages

segunda-feira, 8 de março de 2010

raining tears






Parei na frente de casa.

Já estava com a chave na fechadura, quando ouvi um trovão.

Guardei a chave no bolso dos jeans. Não havia nada me esperando lá dentro, mesmo.

E num ímpeto, deixei minhas coisas ao lado da porta, e saí para a noite chuvosa.

A essa altura, não havia mais ninguém na rua. Não que isso importasse.

Comecei a andar até o nosso lugar.

Sentei no balanço que eu costumava ocupar, e encarei o seu. Vazio.

A dor apertou ainda mais.

Por que você se fora?

Por que o destino nos separara?

Por que a vida te tirara de mim, logo agora, que eu precisaria tanto de você?

E agora eu não tinha mais você, pra me consolar pela minha perda.

Porque você era a minha perda.


Minhas lágrimas se confundiam com a chuva,

quando eu olhei aquele lugar pela última vez, e voltei pra casa.


Naquela noite, o céu não derramou nem a metade das lágrimas que eu chorei.


-


I can't stop the rain from fallin'
I can't stop my heart from callin' you
It's callin' you


6 comentários:

PK Xeroca disse...

tenso, da proxima vez que blogar texto triste avisa antes tá? :D beijos

Danii disse...

aai que profundo'
é tão ruim quando a gente perde alguém importante, alguém que mudou nossa vida, tornou ela melhor.'
o texto tá ótimo', supeeer tocante (:
bg ;*

Marie disse...

Sem palavras... Apenas deixo-me sentir o peso da chuva sobre os ombros, talvez assim eu possa sentir o sal da sua dor na tristeza de quem também ama.

LiLa disse...

Triste... very triste!
=/

Heloá Estevam disse...

Adorei seu blog, esse texto é super tocante ... Passa lá no meu?

http://vidabrevefuturoincerto.blogspot.com/


beiijo ;*

Thaís. disse...

"espera que o sol já vem..."
(Renato Russo)

Nada é por acaso, por mais que esteje chovendo, o sol voltará no dia seguinte...