Pages

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Reflexo de Você



Parei na frente do espelho e encarei o meu reflexo.
Pelas minhas olheiras, era fácil deduzir que o meu sono vinha sendo conturbado.
Olhei para mim, e senti uma revolta.
Tentei desfazer aquela expressão chateada e esconder aquela ruga de preocupação, que deixava um vinco na minha testa, mas ela só fazia se acentuar.
Claro que eu já esperava por esse momento,
ele sempre vinha.
Mas sempre restava uma pontinha de esperança - não de que ele nunca chegasse, mas que, pelo menos, retardasse um pouco as coisas.
Mas mesmo assim, mesmo com os olhos tristes, e a expressão de derrota, o que mais se destacava era o cansaço.
Não o cansaço físico, mas o emocional.
Porque eu chegara a um ponto, em que eu, simplesmente, não aguentava mais sofrer por você; não aguentava mais os seus joguinhos; não aguentava mais esse mistério; não aguentava mais submeter o meu orgulho - há muito, abalado - a tudo isso de novo; não podia mais suportar, saber que, a qualquer momento, tudo poderia dar errado de novo; não agüentava mais gostar tanto de você.
E infelizmente, eu também chegara ao ponto, no qual, não confiava mais em você.
Mas pior que isso, era saber que, mesmo assim, eu não tinha forças, nem coragem, pra tentar viver sem você.

-

Well, I guess I'll take the risks
.


2 comentários:

Carolinne disse...

Dói mais temos que continuar a caminhar! :D

Leyde disse...

QUE LINDOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO *0*
caralho, muito bom mesmo! que foda, arrasou velho, sem palavras! o post q eu mais gostei ate hoje *-*