Pages

sábado, 13 de fevereiro de 2010






Eu estivera com a cabeça abaixada.

Passei a mão pelos cabelos de um jeito nervoso, limpei a garganta, respirei fundo

E com muita dificuldade, falei – ainda que atropelando as palavras.

As palavras mal haviam saído, quando eu abaixei o rosto corado.

Doía tanto dizer aquilo!

E por mais que eu tentasse parecer normal, ou até indiferente, o tom de súplica na minha voz, estragava tudo.


Olhar fixo no chão, respiração descompassada e coração à mil.

O silêncio que antecedia a sua resposta parecia durar uma eternidade.

Mas o pior havia passado!

Eu finalmente conseguira verbalizar meus sentimentos.

Apesar da vergonha e do receio, me obriguei a levantar a cabeça, de novo, e a parar de tremer.

Procurei o seu olhar.

Esperava ver muita coisa: recusa, reciprocidade, alívio, desespero...

Mas apesar de tudo, apesar de todos os sinais, o que eu encontrei foi surpresa.

Depois de todo esse tempo, você não fazia idéia de como eu me sentia!


E foi nessa hora que eu percebi: sempre era sobre você. Você nunca se preocupara em me conhecer, de verdade; nunca se preocupara em me ouvir, em saber se eu estava bem; nunca se preocupara comigo. Logo eu, que sempre cuidei de você, que sempre zelei pelo seu bem-estar! Agora estava claro que você só me procuraria, quando não houvesse mais escolhas.


E por mais que doesse admitir, era tolice esperar que você sentisse o mesmo.

Olhei pra você, tentando, com todas as minhas forças, te odiar. Mas só o que eu consegui sentir foi uma tristeza enorme, e os olhos arderem.

Me contive e dei um sorriso triste.

- Tá tudo bem. – eu falei e dei um aceno sem vida, antes de sair andando, sem sequer saber pra onde.

Naquela tarde, voltei pra casa com uma dor aguda, no buraco vazio e frio, onde meu coração costumava ficar.


7 comentários:

Carolinne disse...

Mais o amor ainda vai chegar! :D

Anaa disse...

Sim, acho que essa seja seu maior post e pans. Mas eu realmente amei *-*

é uma historia triste, mas quem disse que todos tem finais felizes ?
HHAAHAHAHHA

bj :*

Isabella Callou disse...

Nossa! Amei o post.
Eu já senti isso tudo, só que numa situação diferente. ;/

Thaís. disse...

tanta emoção nas palavras...
ficaria aqui por horas lendo tudo isso.

- sinta; e não procure entender.'

LiLa disse...

Nossa!
Tá cada dia melhor... Fazia tempinho q não vinha aquii...
Meu orgulho.
Adorei, Nah! =]

Leyde disse...

Aii Naah, que triste :S
mas é a vida, nem sempre temos finais felizes. Eu amei, me emocionou .

Paola disse...

Gosto demais desse texto,me indentifico com as palavras, mto bom. Você tem o dom Nah!! Parabens.