Pages

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Queda Livre!





O
vento acariciou o meu rosto
E fez meus cabelos ricochetearem na minha pele alva,
Quando eu pulei naquele em direção ao desconhecido,
Em direção àquele abismo sem fim.

Eu não fazia a mínima idéia do que encontraria no final,
Mas sentia arder a necessidade de me aventurar.
E quando as nuvens deram espaço,
Senti os raios de sol incidirem na minha pele fria.
Há muito eu ansiava agir sem pensar,
Sentir o gosto da tão almejada liberdade!

Pouco importava se eu me machucaria.
Pouco me importava que fosse alto demais.
Eu só queria pular e esquecer de tudo,
Esquecer das decisões que me trouxeram até onde eu cheguei.

Então eu corri o mais rápido que pude.
Tomei impulso
E pulei.

E foi aí que eu me senti em completo êxtase.
A adrenalina corria por cada fibra do meu corpo.
Naquele momento eu senti que podia fazer o que eu quisesse.
Que nem o céu era o limite.

2 comentários:

Anaa disse...

Oi Nah >.<
entao, já era para eu ter vindo aqui comentar, mas eu nao conseguia fazer o meu comentario sei la porque :S

Serio, eu nao li todos os seus post, mas acho que voce escreve muito bem, sempre venho aqui para ler :)
Ameei esse texto que voce fez (foi voce mesma que fez? eu nunca conseguiria escrever assim..)! Posso rouba-la :x eu coloco como sua autoria, mas é que eu achei tao lindo, e eu estou me sentindo assim ...

Amei mesmo o seu blog :) Sempre irei ler.
bjs

Leyde disse...

que lecal esse comentario de ana *-*
pooooooooooooxa velho! eu nunca conseguiria escrever assim [2]

veei, esse é o melhor de todos os que eu li até agora, muuito perfeito! parece q sou eu que to me jogando Oo uau! arrasou!