Pages

sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Ecos.




E
ali, sentada no chão frio do seu quarto, agora mais do que nunca, ela se sentia só.
Não que fosse alguma novidade. Agora ela sentia-se só em todo lugar.
Não importava onde ou com quem estivesse, o sentimento era sempre o mesmo: solidão. Sempre completa e totalmente sozinha.
Quanto estava só, queria companhia; quando tinha companhia, queria ficar só.
E ninguém entendia isso. Não que houvesse alguém preocupado em entender.
Todos haviam lhe virado as costas quando ela mais precisava. E ela nem ao menos sabia explicar como se sentia.
Tolas promessas vazias ecoavam fundo na sua memória.
Ecos distantes do que um dia já foi uma verdade, mas que agora não passavam de uma lembrança.
Palavras ditas em vão, agora eram retiradas, timidamente, pouco a pouco. E no fim, só lhe restava a companhia da sua própria solidão.
A nostalgia trazia as tão distantes lembranças do fim de uma tarde qualquer, de uma tarde feliz. Tardes que eram tão comuns.
Na época, os dias eram sempre agradavelmente parecidos: o sol se dissipando, ainda assim trazendo um calor agradável pelos intervalos entre as árvores; as vozes altas, entoando canções desafinadas, brincadeiras descontraídas, comentários alegres...
Ali, no meio de todos que tornavam sua vida completa, ela se sentia em casa.
Mas agora só restava o silêncio e a escuridão.
E essa cruel nostalgia agora batia forte e a fazia querer voltar no tempo pra reviver aquela época, onde tudo parecia correto, onde tudo parecia estar no seu devido lugar,
Onde sua vida ainda fazia algum sentido.

4 comentários:

nah disse...

Nooossa naaah, ficou muito bom cara! Me fez ficar nostalgica ;; hahahaha
é bem aquela frase, quando estou acompanhada me sinto mais sozinha do que quando estou só...
:D
bjbj :*

Marie disse...

Prefiro o silêncio e a escuridão. Escreves muito bm moça. Vi seu blog no projeto Anônimos e estou te seguindo. Beijos

Leyde disse...

caramba, muito bom mesmo Oo
acho que todo mundo se sente um pouco assim as vezes ... me enche de orgulho, minha melhor *-*

carolina disse...

Você faz as pessoas se sentirem nostalgicas =~
coisa chata
menina desagradavel..
éérrr
adoro ler seus textos *-*