Pages

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Just Keep Moving





E ela agora caminhava sem realmente observar por onde passava. Seus pensamentos eram tantos, que não havia espaço pra pensar no caminho que ela seguia, para observar as paisagens que passavam. Seus pés a guiavam automaticamente. Honestamente, ela pouco se importava pra onde ia. Ela só queria sair de lá e deixar para trás aquela cena que ela lembraria pro resto dos seus dias; a cena que fazia seu peito inteiro doer, que lhe roubava o ar  e que lhe dava vertigem só de lembrar. Mas lugar nenhum era longe o suficiente, e ainda assim ela não podia parar. Ela simplesmente não podia. Ela não sabia o que aconteceria se ela parasse. Se isso acontecesse, será que algum dia ela teria força pra se levantar – porque certamente ela não conseguiria se manter de pé – e seguir a sua vida? Ela realmente não sabia. Ela não sabia o que seria dela daqui pra frente, ou o que ela faria. Então ela simplesmente continuaria a andar.

5 comentários:

Anaa disse...

Eu entendo realmente o que você quis dizer com as palavras, eu sei que talvez eu não esteja no terceiro.. mas já me sinto nostálgica por algumas coisas, sinto saudades, não sei aonde vou, nem onde irei parar.. sei que tudo irá mudar, mas mesmo assim continuo seguindo em frente, afinal o tempo não para, não é mesmo?

Adorei mesmo o seu post, gostei da foto sim, ela transmite o que você quis dizer no texto!

Leyde disse...

lindo Naah, sempre lindo *-*
ain terceiro ano, tudo se torna tao nostalgico

Nath Ataíde disse...

Oii :)

Beem, eu e umas amigas, estamos com um projeto de lançar um livro com alguns textos de blogueiros "anônimos" da Internet. Achamos que tem muita gente boa, muitos escritores super talentosos que estão se perdendo nesse mundo virtual. Li seu blog e você é uma dessas pessoas que tem textos interessantes. Então eu convido você a participar dessa comunidade no orkut http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=95499606 e lá você e as outras pessoas podem mandar seus blogs e será feita uma votação para escolher os melhores textos que sairão no livro. Claro, isso é um projeto, mas conto com a sua ajuda para que isso se torne cada vez mais real.

Obrigada !!

Magno Tavares disse...

Crescemos, aprendemos e estamos aptos para exercer um papel. Na verdade, apenas um papel. A sua vida deve ser sua vida independente do papel. Todos nós traçamos objetivos e metas, porém vivemos com nossas mãos coçando por debaixo da mesa, esperando anciosamente por uma oportunidade, apenas essa. Dentre a sua árvore, existem frutos que passando o tempo, vão crescer e cair, isso significa que, se priva-lo de cair, vende seu futuro, afinal dentro de melancólicos 15 anos, esta árvore que tanto protegeu por não viver mais. O segredo da vida está nas entrelinhas de uma carreira, não necessariamente dentro da carreira. VIVA LA VIDA.
Beijo Renatinha, tamo junto.

feernandaa disse...

andar sem direção, deixar seus pés e não sua mente te guiar, futuro e presente - onde sou e onde serei?